O site da Micronet Sistemas utiliza cookies. Saiba mais sobre nossas Políticas de Cookies clicando aqui. Ao navegar você concorda com a sua utilização.
Saiba mais sobre os cookies em nossa Advertência Jurídica e Políticas de Privacidade

O plano das operadoras para implementar redes 5G

O plano das operadoras para implementar redes 5G

O plano das operadoras para implementar redes 5G

Embora atualmente a prioridade das operadoras de telefonia seja continuar expandindo 4G (LTE) para melhorar a conectividade no Brasil e América Latina, testes já estão em andamento para determinar o funcionamento das redes 5G.

As redes de quinta geração não só significam velocidades mais altas, mas também serão necessárias para suportar o grande número de dispositivos móveis que serão conectados à rede nos próximos anos.

Para se ter uma ideia, o 5G promete velocidades acima de 10 Gbps por segundo, o 4G atinge até 1 gigabit por segundo, então o upload e o download de conteúdo de alta qualidade serão atividades cada vez mais simples.

Ano de 2025

As estimativas da GSMA (organização de operadores móveis) indicam que os smartphones representaram 59% das conexões na América Latina no primeiro semestre de 2017, e que deverão representar 71% do total até 2020.

As primeiras redes 5G comerciais da região serão lançadas em 2020 e sua cobertura deverá atingir 50% da população até 2025.

Os testes já começaram

O plano das operadoras para implementar redes 5G

A Claro pode, até o final do primeiro semestre de 2018, implantar a rede 4.5G que ajudará, de acordo com a empresa, a reforçar a internet nas casas e no setor empresarial. Além disso, ele se tornará o roteiro para implantar redes de quinta geração.

Há também a ideia de que a evolução da rede será importante para permitir cidades conectadas aos serviços de tráfego e segurança em tempo real.

Outra vantagem é para implantar esta evolução no território nacional, não será necessário investir em mais infraestrutura, porque apenas é possível fazer ajustes e atualizações da tecnologia.

Para dispositivos diários, como smartphones, é previsto que terão a capacidade de suportar o 4.5G. O usuário terá mais velocidade de download e notará uma exibição maior e upload de arquivos. Já foram feitos alguns testes com provedor de rede em laboratório e as velocidades de 700 Mbps foi alcançada (4G atinge 100 Mbps).

Para o 5G os testes laboratoriais continuam com a operadora trabalhando com os fabricantes para definir os protocolos e a criação conjunta da nova rede.

Conheça aqui outros artigos que podem interessar:

Empresas com maturidade digital lucram mais e gastam menos: saiba como chegar lá

Como será a TV do futuro?

Dica: 4 Sites que identificam fontes tipográficas em imagens

Aproveite pra nos seguir nas redes sociais!
Facebook
Instagram

Envie seu comentário